Produtos Hospitalares Campo Grande MS

Na medicina, existem diversos objetos que auxiliam no procedimento de cirurgias na área médica. Esses são chamados de produtos hospitalares.

O que é considerado material hospitalar?

O material hospitalar descartável, também chamado de material de consumo hospitalar são aqueles itens usados no dia a dia de atendimentos médicos que não podem ser reutilizados e precisam ter os estoques estabelecidos periodicamente.

Alguns exemplos de produtos hospitalares:

 Desfibrilador:

A função do DEA, desfibrilador automático externo (DEA), é identificar arritmias e uma possível parada cardiorrespiratória. A função do DEA é identificar o ritmo cardíaco “FV” ou fibrilação ventricular, presente em 90% das paradas cardíacas.

Oxímetro:

O oxímetro é um aparelho usado há tempos pelos pneumologistas e intensivistas. Ele consegue medir a oxigenação do sangue.

Estetoscópio:

O estetoscópio é usado para escutar sons vasculares, respiratórios, cardíacos e o trato digestório, ou seja, órgãos como o intestino.

Eletrocardiógrafo:

Eletrocardiógrafo é o aparelho com o qual se realiza o eletrocardiograma ou ECG – teste que monitora a atividade elétrica do coração. Esse equipamento médico é composto, basicamente, por eletrodos conectados a um monitor por cabos.

Maca hospitalar:

As macas hospitalares são as camas de salas de emergência. Sua principal característica é a mobilidade por terem rodinhas e poderem ser dobráveis.

Hamper:

O saco Hamper Hospitalar é utilizado para transportar roupas sujas, infectadas e contaminadas sem ter contato com outros ambientes.

Como é feita a aquisição de equipamentos hospitalares?

A instalação do equipamento médico-hospitalar deve ser realizada pelo fornecedor ou seu representante autorizado, devendo ser iniciada exclusivamente após seu recebimento formal e aprovação dos requisitos de pré-instalação.

As empresas vendem produtos hospitalares para qualquer pessoa?

As lojas de produtos hospitalares vendem na maioria das vezes para clínicas médicas, contudo existem produtos que normalmente compram pelo conforto e versatilidade, como camas hospitalares. Geralmente são os próprios médicos que negociam com as lojas que vendem esses produtos, assim se tornando o alvo principal vender para essas empresas.

As marcas reconhecidas para se obter um produto hospitalar são:

  • 3M
  •  Alfamed
  •  BIC
  • Bioland
  • Bionet
  • Biotron
  • Carci
  • Cescorf

Onde encontrar produtos hospitalares em Campo Grande:

Para encontrar lojas confiáveis e de qualidade garantida em Campo Grande MS, é recomendado usar os links abaixo:

Produtos ortopédicos em Campo Grande MS

Produtos respiratórios em Campo Grande MS

O que é e o que faz um Especialista em Rins?

O Nefrologista é um especialista em problemas renais que atende casos em que o paciente pode ser tratado somente com medicamentos e diagnosticando completamente o paciente, assim podendo descobrir origens de outros problemas, diferente do urologista, que utiliza tratamentos mais específicos, trato geniturinário, que inclui os rins, bexiga, uretra e órgãos reprodutivos masculinos

O Urologista por sua vez, atende pacientes com outros tipos de problemas, não somente os renais.

Qual a função do médico nefrologista?

Dentre as diversas atividades do especialista em Nefrologia, se destacam o diagnóstico e o tratamento de infecções urinárias, nefrites, pedra nos rins, doença renal crônica e doenças renais císticas.

Quando se deve procurar um nefrologista?

Deve-se procurar um nefrologista quando houver sintomas urinários (mudança de coloração, odor, frequência, dor), hipertensão arterial de difícil controle, alterações nos exames de urina (proteína, sangue), edema (inchaço), história na família de doença renal crônica e rins policístico, por isso vamos comentar mais sobre nefrologistas.

Quais os primeiros sintomas de problemas nos rins?

Sinais e sintomas de insuficiência renal aguda podem incluir:

  • Diminuição da produção de urina, embora, ocasionalmente, a urina permaneça normal
  • Retenção de líquidos, causando inchaço nas pernas, tornozelos ou pés.
  • Sonolência
  • Falta de fome
  • Falta de ar
  • Fadiga
  • Confusão
  • Náusea e vômitos

Qual o exame para saber se tem problema nos rins?

A maneira mais eficaz para identificar precocemente as doenças renais é por meio de exames de sangue e urina que precisam ser feitos constantemente de pelo menos semestre a semestre . A dosagem da creatinina sanguínea permite calcular a taxa de filtração sanguínea dos rins.

Quais exames um nefrologista pode pedir?

Alguns exames que o médico pode pedir são: ultrassom, exames de urina e de sangue, biópsia dos rins, entre outros. O tratamento de qualquer doença encontrada vai depender do diagnóstico do nefrologista e do histórico familiar do paciente.

O que o nefrologista faz na primeira consulta e como é a consulta?

A primeira consulta com um nefrologista pode ser por indicação de um urologista ou de um clínico geral, quando o paciente chega com queixas quanto à dor nas costas, cólicas, dor ao urinar e alterações na urina (cor, cheiro, volume e presença de espuma ou sangue). Quando o paciente procura um nefrologista para uma visita de rotina, algumas perguntas são feitas. Por exemplo: histórico de doenças no rim na família, como é a alimentação, profissão, se faz uso de remédios, etc. Além disso, o médico pode pedir exames para ver se está tudo certo. 

Onde posso encontrar um nefrologista caso eu seja indicado?

Nefrologista em Maceió

Nefrologista em Manaus

Nefrologista em Salvador

Nefrologista em Goiânia

Nefrologista em São Luís

Nefrologista em Cuiabá

Nefrologista em Campo Grande

Nefrologista em Recife

Nefrologista em Teresina

Nefrologista em Natal

Neurologista em Florianópolis

Neurologista em Aracaju

Veja opções de farmácia de manipulação em Aracaju – SE

As farmácias de manipulação são aquelas em que, os medicamentos ou suplementos são feitos de modo personalizado para cada paciente, de acordo com a receita médica. Ou seja, não há, em sua grande maioria, medicamentos prontos que qualquer um pode ir lá comprar (com algumas exceções), mas cada pessoa, munido de uma receita prescrita por um profissional de saúde, vai até a farmácia e sai com um medicamento feito exclusivamente para ela. 

Com o crescimento de áreas integrativas da saúde, que olham o indivíduo como todo e suas necessidades individualizadas, se viu um aumento do número de farmácias de manipulação em Aracaju – SE para atender a essa demanda. 

Como são feitos os medicamentos nas farmácias de manipulação?

Ao chegar em uma farmácia de manipulação em Aracaju- SE com a receita médica, o farmacêutico responsável irá analisar e depois enviar para o laboratório. Lá, o medicamento é feito de modo artesanal de acordo com a solicitação. São colocados todos os componentes solicitados seguindo sempre as normas e Boas Práticas de Manipulação recomendados pela ANVISA.

Os componentes de boa procedência e uma equipe treinada e constantemente atualizada é fundamental para o bom funcionamento das farmácias de manipulação. 

É válido lembrar que, o preceito de que os medicamentos manipulados são mais naturais nem sempre é verdade. Há alguns medicamentos em que é possível sim trocar uma matéria-prima industrializada por uma mais natural, entretanto, há aqueles insumos que só estão disponíveis em origem sintética. 

Posso fazer qualquer remédio nas farmácias de manipulação? 

Praticamente todos os medicamentos podem ser manipulados. As farmácias possuem matéria-prima e tecnologia para produzir uma grande variedade de medicamentos. Apenas aqueles em que há patentes protegendo a formulação e alguns outros, como os medicamentos de liberação lenta, que não podem ser manipulados. 

Vantagens de fazer os medicamentos nas farmácias de manipulação

Os medicamentos manipulados possuem algumas vantagens em relação aos medicamentos industrializados, entre elas, podemos citar: 

  • Dose certa: como os medicamentos são feitos sob medida para cada paciente, não há desperdício de matéria prima ou sobras ao final do tratamento. O remédio já vem pronto na dose certa para ser consumido.
  • Em alguns casos, é possível alterar a forma farmacêutica para que o remédio se adeque melhor à rotina e ao paciente, por exemplo: sachês, pomadas, líquidos, cápsulas, etc.
  • Preços mais baixos são outra grande vantagem e há diversos fatores para que os medicamentos manipulados sejam mais baratos que os industrializados. Uma delas, é o gasto com publicidade do nome do remédio, como na farmácia de manipulação não há a necessidade de gasto com marketing, esse custo é deduzido do valor final. Outro fator é a economia de matéria prima. Há o gasto na medida do que vai ser produzido, havendo economia na compra e uso dessa matéria-prima.
  • O meio ambiente também agradece o uso consciente das matérias-primas usadas.
  • Você pode juntar mais de ativo na mesma fórmula, assim, reduz o número de medicamentos que precisa tomar todos os dias, evitando esquecimentos e facilitando o dia a dia.
  • Os medicamentos manipulados são confiáveis. As farmácias compram as matérias-primas dos mesmos fornecedores das indústrias e ainda possui controles de qualidade internos.
  • Assim como nas farmácias comuns, em que, alguns medicamentos podem ser adquiridos sem a receita médica, na farmácia de manipulação, há fórmulas que podem ser liberadas pelo farmacêutico, através da prescrição farmacêutica, conforme resolução do Conselho Federal de Farmácia CFF nº 586/13.

Como escolher uma farmácia de manipulação em Aracaju- SE?

Você deve sempre priorizar por estabelecimentos que estejam com todas as documentações e autorizações de funcionamento em dia, isso garante que, órgãos de fiscalização competentes, acompanham e autorizam o trabalho da farmácia de manipulação. 

Além disso, observe a higiene do local, a ética e a história da farmácia e também pode verificar se há um farmacêutico responsável pelo local.

Escolha sua farmácia de manipulação em Aracaju – SE, clique aqui!

Você sabe o que um médico do sono faz?

O médico do sono é um médico com treinamento especializado na medicina do sono, são treinados principalmente em clínicas, otorrinolaringologia, pneumologia e neurologia, e depois realizam um curso a parte focado na medicina do sono. Esses profissionais são especializados em distúrbios do sono, como ter uma noite de sono ruim e outros distúrbios que serão apontados mais a frente

Quais exames o médico do sono costuma pedir?

O exame de polissonografia ou uma simples consulta com os médicos anteriormente citados capacitados em realizar exames na área da medicina do sono, nenhum outro exame é necessário.

Como é feito o exame do sono?

É feito um estudo de maneira não invasiva que monitora o que acontece com seu cérebro e corpo enquanto você dorme. Nesse teste você vai para um laboratório do sono que é configurado para pernoites em uma sala escura e confortável. Assim monitorando os estágios e os ciclos do sono, identificando as possíveis interrupções no padrão do sono. Além de medir o movimento dos olhos, batimentos cardíacos, ronco, nível de oxigênio no sangue e movimentos corporais. A sessão toda do tratamento não exige nenhum doutor ou enfermeira ao seu lado, mas elas são filmadas.

Fonte:http://joaninhabacana.blogspot.com/2014/11/laboratorio-do-sono.html

Como eu sei se tenho algum problema relacionado ao sono?

Aproximadamente 70% dos brasileiros não dormem bem. Os adultos com poucas exceções precisam de 7 a 9 horas de sono para se manterem ativos e produtivos, sem prejudicar sua saúde. Outros problemas são acordar múltiplas vezes durante o sono.

Esses distúrbios de sono são múltiplos, como:

Apneia do sono

Distúrbio do sono possivelmente grave em que a respiração para e volta diversas vezes.Seus principais sintomas são roncar durante o sono, excesso de cansaço, dores de cabeça pela manhã, diminuição de rendimento em estudos ou trabalho, impotência sexual, irritabilidade e depressão. Essa doença acontece graças a um estreitamento nas vias respiratórias,na região do nariz e garganta, que acontece por uma desregulação na atividade dos músculos da região da garganta chamada faringe, que pode ficar muito relaxada.

Bruxismo

Refere-se ao hábito de pressionar e ranger os dentes presente em muitos adultos e crianças durante toda a vida. Ocorre quando os dentes entram em contato de maneira forçada, quer esse contato seja silencioso ou produza sons, especialmente durante o sono.

Insônia 

É caracterizada pela dificuldade de dormir ou conseguir manter um sono contínuo sem ser interrompido durante a noite. Cerca de 30% a 50% dos brasileiros sofrem com a insônia, que pode se manifestar por diversas razões, como estresse, ansiedade, depressão, dor crônica e uso de certos medicamentos.
Fonte:https://www.pfizer.com.br/noticias/ultimas-noticias/dicas-para-acabar-com-insonia#:~:text=A%20ins%C3%B4nia%20%C3%A9%20caracterizada%20pela,e%20uso%20de%20certos%20medicamentos.

Sonambulismo

O ato de se levantar e caminhar durante o sono, sonambulismo é um distúrbio cuja causa ainda é desconhecida. O que se sabe é que ele se manifesta mais no sexo masculino e que alguns fatores podem aumentar o risco de desenvolver o transtorno. É um distúrbio que se manifesta durante o estágio mais profundo do sono.

É verdade que não se pode acordar um sonâmbulo?

Um mito muito popular é que se você acordar um sonâmbulo, ele pode ter um ataque cardíaco e até morrer, e realmente é só um mito, o máximo que pode acontecer é ele ter confusão, medo e às vezes ter uma postura mais agressiva.

5 Dicas valiosas para um sono de qualidade

  • Fazer exercícios físicos: uma das melhores formas científicas de melhorar o sono e saúde, pois ao se exercitar, o corpo gera endorfina – o neurotransmissor que atua como analgésico e traz sensação de bem-estar
  • Não dormir com a televisão ligada e deixar o celular alguns minutos de lado antes de dormir: exposição de luz do dia é benéfica, entretanto a exposição noturna à luz tem o efeito oposto, pois o seu cérebro de maneira inconsciente vai ficar processando os feixes de luz, atrapalhando o processo de adormecer e piorando seu sono.
  • Procurar dormir e acordar no mesmo horário: ser consistente com os horários de sono pode melhorar a qualidade de sono em longo prazo, pois o seu corpo consegue entrar em uma rotina, sendo mais fácil de dormir e acordar.
  • Ter um ambiente propício para o sono: temperatura, ruído, luzes e disposição dos móveis, para ter um ambiente confortável, aumentando o tempo que se entra em sono profundo.
  • Usar itens como relógios inteligentes podem ser uma boa para melhorar o seu sono: eles conseguem captar as horas que você dormiu, a qualidade de seu sono e os momentos que aconteceram alguns distúrbios.

Onde encontrar seu neurologista

Neurologista em Maceió

Neurologista em Manaus

Neurologista em Salvador

Neurologista em Goiânia

Neurologista em São Luís

Neurologista em Cuiabá

Neurologista em Campo Grande

Neurologista em Recife

Neurologista em Teresina

Neurologista em Natal

Neurologista em Florianópolis

Neurologista em Aracauju

Você sabe o que um hematologista faz?

O hematologista estuda, faz diagnóstico e trata alterações e doenças do sangue e de órgãos, como a medula óssea, linfonodos e baço, fazendo de total importância uma consulta imediata se sentir alguma alteração negativa em seu corpo, como dores e inchaços.

O que o médico hematologista trata?

Linfomas, mieloma, hemofilia, mielofibrose, excesso de produção de glóbulos vermelhos ou plaquetas são casos frequentes para hematologistas. Algumas síndromes relacionadas ao sangue também exigem que você procure a orientação de um especialista de confiança.

Quais são as doenças hematológicas?

As doenças hematológicas mais comuns são:

Vários tipos de anemias

A anemia é estabelecida como uma deficiência nos níveis de hemoglobina, uma proteína dos glóbulos vermelhos (ou hemácias) do sangue que ajuda a transportar o oxigênio pelo organismo. Como consequência, diferentes tecidos e órgãos do corpo sofrem falta de oxigenação, o que pode gerar diversos sintomas.

Plaquetas baixas

Plaquetas baixas é uma condição caracterizada pela redução do número de plaquetas na circulação sanguínea, afetando a coagulação do sangue, podendo causar sintomas sérios e preocupantes. As plaquetas são essenciais para evitar a perda de sangue.

Hemofilia 

A hemofilia é um distúrbio genético e hereditário que contagia a coagulação do sangue, esse distúrbio faz com que seu corpo tenha mais dificuldade em conter sangramentos. Quando machucamos alguma parte do nosso corpo e começa a sangrar, as proteínas entram em ação para estancar o sangramento.

Tromboses

A trombose é consequência da formação de coágulos em lugares onde não houveram sangramentos. É definida pela formação ou desenvolvimento de um coágulo sanguíneo responsável por causar inflamação na parede do vaso. Em geral, os trombos se formam em membros inferiores, como pernas e pés.

Linfomas 

Linfoma ou Doença de Hodgkin é um tipo de câncer que se origina no sistema linfático, conjunto composto por órgãos (linfonodos ou gânglios) e tecidos que produzem as células responsáveis pela imunidade e vasos que conduzem estas células através do corpo.

Leucemias agudas

Leucemias agudas são um grupo heterogêneo de neoplasias originadas das células progenitoras, com ligação às linhagens celulares hematopoiéticas. Instalação abrupta, proliferação descontrolada de células com parada de maturação (blastos) e infiltrando tecidos.

Mieloma múltiplo

O mieloma múltiplo é o câncer de um tipo de células da medula óssea chamadas de plasmócitos, responsáveis pela produção de anticorpos que combatem vírus e bactérias. No mieloma múltiplo, os plasmócitos são anormais e se multiplicam rapidamente, comprometendo a produção das outras células do sangue.

Quais exames o hematologista passa?

Hemograma; Metabolismo do ferro; Coagulograma; Mielograma e biópsia de medula.

Como é feito o exame de Hematologia?

O exame hematológico é feito através de um hemograma, que é um exame de sangue completo que avalia a saúde do corpo humano de maneira geral. Através do hemograma, é possível detectar a presença de desordens como anemia, infecções e leucemia.

Quando se deve procurar um hematologista?

Ele deve ser procurado quando houver qualquer tipo de alteração no sangue, descoberto em exames de rotina. Os tipos de alteração mais comuns são aumento ou queda em componentes como hemácias, hemoglobina, leucócitos e plaquetas.

Onde encontrar seu hematologista

Hematologista em Maceió

Hematologista em Manaus

Hematologista em Salvador

Hematologista em Goiânia

Hematologista em São Luís

Hematologista em Cuiabá

Hematologista em Campo Grande

Hematologista em Recife

Hematologista em Teresina

Hematologista em Natal

Hematologista em Florianópolis

Hematologista em Aracaju

TDAH:O TRANSTORNO DO DÉFICIT DE ATENÇÃO

O termo TDAH, sigla para Transtorno do déficit de atenção com hiperatividade, está muito em alta na mídia, onde várias pessoas descobriram ter esse transtorno recentemente na fase adulta, neste tópico vamos aprofundar nesse transtorno bem comum, mas que pode prejudicar a vida da pessoa sem tratamento.

Como identificar alguém com TDAH?

Geralmente pessoas com esse transtorno mostram suas primeiras dificuldades em atividades escolares e posteriormente no mercado de trabalho. Dificuldade de se concentrar em algo é o principal sintoma, ainda na parte escolar, crianças podem ser ainda mais hiperativas devido ao TDAH, o que dificulta ainda mais a relação com os colegas da turma.

O que o TDAH pode causar na vida de pessoas?

Na adolescência, é normal ser identificado pela dificuldade de lidar com regras e limites. Na vida adulta, os problemas com desatenção, impulsividade e falta de memória ficam bem mais aparentes. 

O TDAH pode sofrer variações durante sua vida?

Sim, uma criança hiperativa pode se tornar um adulto muito desatento, por exemplo muitos adultos com TDAH possuem problemas com drogas, álcool, ansiedade e depressão. Mais na terceira idade, o transtorno pode aparecer com lapsos de memória, interrupções de conversas de terceiros e falando de forma impulsiva.

Existem quantos sintomas para o TDAH?

O Transtorno do Déficit de Atenção é dividido em três grupos, desatenção, hiperatividade e impulsividade:

Desatenção

  • Comete erros que parecem descuidos, seja na escola ou em casa, devido a dificuldade de prestar atenção aos detalhes;
  • Tem dificuldade em manter a atenção na leitura ou em atividades monótonas;
  • Não parece ouvir durante as conversas, parecendo distraído internamente pensando em outras coisas;
  • Dificuldade em seguir instruções e terminar uma tarefa devido a desvios de atenção ou perda de foco;
  • Evita tarefas que envolvam esforço mental por longos períodos, como trabalhos escolares;
  • Perde itens com frequência, como livros, carteira, chaves, óculos e celular.
  • Se distrai facilmente com eventos externos;
  • Esquece de fazer atividades cotidianas, como tarefas domésticas ou dar recados.

Hiperatividade

  • Dificuldade em permanecer fisicamente quieto, movendo pés e mãos com frequência;
  • Dificuldade em ficar sentado, se levanta e se movimenta, mesmo em situações em que sentar-se é esperado, como em sala de aula;
  • Pratica atividades físicas em horários inadequados;
  • Raramente participa de hobbies ou brincadeiras em silêncio;
  • Tem muita energia e está sempre em movimento;
  • Fala continuamente, o que pode resultar em problemas na escola;
  • Responde às perguntas antes que elas tenham sido totalmente feitas e interrompe os outros enquanto eles estão falando;
  • Dificuldade em esperar sua vez, seja em um jogo ou durante uma conversa;
  • Se intromete nas atividades e conversas de outras pessoas.

Impulsividade

  • A direção impulsiva pode levar a pessoa a taxas elevadas de acidentes em trânsitos;
  • A impulsividade na vida sexual está diretamente relacionada à maior incidência de doenças sexualmente transmissíveis;
  •  A impulsividade verbal é prejudicial para as relações sociais e frustrante para amigos e parentes.

Há cura para o TDAH?

Não existe cura para o TDAH, contudo, existem diversos meios de tratamentos, como psiquiatras, psicólogos e pedagogos.

Onde encontrar seu médico psiquiatra:

Psiquiatra em Maceió

Psiquiatra em Manaus

Psiquiatra em Salvador

Psiquiatra em Goiânia

Psiquiatra em São Luís

Psiquiatra em Cuiabá

Psiquiatra em Campo Grande

Psiquiatra em Recife

Psiquiatra em Teresina

Psiquiatra em Natal

Psiquiatra em Florianópolis

Psiquiatra em Aracaju

Veja opções de farmácia de manipulação em Campo Grande – MS

As farmácias de manipulação são aquelas em que, os medicamentos ou suplementos são feitos de modo personalizado para cada paciente, de acordo com a receita médica. Ou seja, não há, em sua grande maioria, medicamentos prontos que qualquer um pode ir lá comprar (com algumas exceções), mas cada pessoa, munido de uma receita prescrita por um profissional de saúde, vai até a farmácia e sai com um medicamento feito exclusivamente para ela. 

Com o crescimento de áreas integrativas da saúde, que olham o indivíduo como todo e suas necessidades individualizadas, se viu um aumento do número de farmácias de manipulação em Campo Grande – MS para atender a essa demanda. 

Como são feitos os medicamentos nas farmácias de manipulação?

Ao chegar em uma farmácia de manipulação em Campo Grande – MS com a receita médica, o farmacêutico responsável irá analisar e depois enviar para o laboratório. Lá, o medicamento é feito de modo artesanal de acordo com a solicitação. São colocados todos os componentes solicitados seguindo sempre as normas e Boas Práticas de Manipulação recomendados pela ANVISA.

Os componentes de boa procedência e uma equipe treinada e constantemente atualizada é fundamental para o bom funcionamento das farmácias de manipulação. 

É válido lembrar que, o preceito de que os medicamentos manipulados são mais naturais nem sempre é verdade. Há alguns medicamentos em que é possível sim trocar uma matéria-prima industrializada por uma mais natural, entretanto, há aqueles insumos que só estão disponíveis em origem sintética. 

Posso fazer qualquer remédio nas farmácias de manipulação? 

Praticamente todos os medicamentos podem ser manipulados. As farmácias possuem matéria-prima e tecnologia para produzir uma grande variedade de medicamentos. Apenas aqueles em que há patentes protegendo a formulação e alguns outros, como os medicamentos de liberação lenta, que não podem ser manipulados. 

Vantagens de fazer os medicamentos nas farmácias de manipulação

Os medicamentos manipulados possuem algumas vantagens em relação aos medicamentos industrializados, entre elas, podemos citar: 

  • Dose certa: como os medicamentos são feitos sob medida para cada paciente, não há desperdício de matéria prima ou sobras ao final do tratamento. O remédio já vem pronto na dose certa para ser consumido.
  • Em alguns casos, é possível alterar a forma farmacêutica para que o remédio se adeque melhor à rotina e ao paciente, por exemplo: sachês, pomadas, líquidos, cápsulas, etc.
  • Preços mais baixos são outra grande vantagem e há diversos fatores para que os medicamentos manipulados sejam mais baratos que os industrializados. Uma delas, é o gasto com publicidade do nome do remédio, como na farmácia de manipulação não há a necessidade de gasto com marketing, esse custo é deduzido do valor final. Outro fator é a economia de matéria prima. Há o gasto na medida do que vai ser produzido, havendo economia na compra e uso dessa matéria-prima.
  • O meio ambiente também agradece o uso consciente das matérias-primas usadas.
  • Você pode juntar mais de ativo na mesma fórmula, assim, reduz o número de medicamentos que precisa tomar todos os dias, evitando esquecimentos e facilitando o dia a dia.
  • Os medicamentos manipulados são confiáveis. As farmácias compram as matérias-primas dos mesmos fornecedores das indústrias e ainda possui controles de qualidade internos.
  • Assim como nas farmácias comuns, em que, alguns medicamentos podem ser adquiridos sem a receita médica, na farmácia de manipulação, há fórmulas que podem ser liberadas pelo farmacêutico, através da prescrição farmacêutica, conforme resolução do Conselho Federal de Farmácia CFF nº 586/13.

Como escolher uma farmácia de manipulação em Campo Grande – MS?

Você deve sempre priorizar por estabelecimentos que estejam com todas as documentações e autorizações de funcionamento em dia, isso garante que, órgãos de fiscalização competentes, acompanham e autorizam o trabalho da farmácia de manipulação. 

Além disso, observe a higiene do local, a ética e a história da farmácia e também pode verificar se há um farmacêutico responsável pelo local.

Escolha sua farmácia de manipulação em Campo Grande – MS, clique aqui!

O que faz um pneumologista pediatra?

Um pneumologista pediatra é o profissional responsável por cuidar, prevenir, diagnosticar e tratar as doenças respiratórias em bebês, crianças e adolescentes. É uma subespecialidade da pediatria. 

Quando devo procurar um pneumologista pediatra? 

Doenças respiratórias em crianças são muito comuns, então, você deve procurar um pneumologista pediatra sempre que o bebê, a criança ou o adolesecente apresentar sintomas respiratórios, tais como: tosse, falta de ar, catarro, cansaço, rouquidão, por exemplo. 

Também é muito comum, o próprio pediatra indicar a consulta com um pneumologista pediatra quando percebem que precisam dar uma atenção maior e mais específica ao caso. 

É possível marcar uma consulta diretamente com um pneumologista pediatra, mesmo na ausência de sintomas, mas para acompanhamento ou para receber informações importantes sobre como evitar doenças respiratórias nos pequenos. 

Quais são as doenças tratadas pelo pneumologista pediatra?

A lista de doenças tratadas por uma especialista em pneumologia pediatra é bem grande, mas entre as principais temos: 

Asma

Provoca dificuldade para respirar, chiado no peito, tosse, respiração curta. É uma doença crônica que causa inflamação das vias aéreas que ficam mais estreitas e saí bem a dificuldade de respirar. Geralmente é provocada por alergias, mudanças bruscas de temperatura ou infecções virais. 

Sinusite

A sinusite em crianças pode ser bem incômoda provocando febre, dores de cabeça e na face, congestão nasal, perda do apetite, entre outros sintomas. Trata-se de uma doença causada pela inflamação das cavidades ao redor das vias nasais e pode ser provocada por diversos fatores como vírus ou bactérias que se desenvolvem no muco que fica preso no interior dos seios nasais, após episódios de alergia, por exemplo. 

Bronquite e suas variações

A bronquite surge quando há uma inflamação dos canais respiratórios gerando muco no local. Os sintomas mais comuns são falta de ar, chiados ou sibilos, tosse com muco, febre e coriza. A bronquite é provocada por vírus ou bactérias e pode ser aguda ou crônica. Neste último caso, é necessário acompanhamento médico recorrente. 

Fibrose cística

A fibrose cística é uma doença hereditária, onde as células produzem muco, suor e sucos digestivos, tornando-os espessos e pegajosos aumentando o risco de aderência nos dutos e passagens. A doença se não tratada pode levar à morte.

Pneumonia

A pneumonia é causada por uma infecção, onde os sacos aéreos podem ficar cheios de líquido ou pus, acometendo um ou os dois pulmões. Causam febre, tosse, calafrios e dificuldade respiratória e pode ser fatal, principalmente nos bebês.

Síndrome do bebê chiador

Trata-se de um chiado no peito que acontece com crianças de até dois anos de idade. Pode ou não estar relacionado a problemas respiratórios e por isso, demanda um acompanhamento médico. 

Dentre  doenças comuns tratadas pelo pneumologista pediatra estão: displasia broncopulmonar, doenças respiratórias causadas por aspiração de alimentos, rinite alérgica, tosse crônica, tuberculose pulmonar.  

Malformações no sistema respiratório é outro caso muito comum tratado por pneumologistas pediátricos. 

Quais exames o pneumologista pediatra pode solicitar? 

Em alguns casos, o diagnóstico da doença é feito através de exame clínico. Entretanto, em alguns casos, são necessários exames complementares. Os mais comuns são exames de imagem, como o raio-x, que mostra como está o interior dos pulmões e exames de alergias em alguns casos. 

Onde encontrar o seu médico endogastro:

Pneumologista pediátrico na Bahia, clique aqui!

Pneumologista pediátrico em Mato Grosso, clique aqui!

Pneumologista pediátrico em Mato Grosso do Sul, clique aqui!

Pneumologista pediátrico no Piauí, clique aqui!

Pneumologista pediátrico em Santa Catarina, clique aqui!

Você sabe o que faz um endogastro?

O médico endogastro é o responsável por cuidar de todo o aparelho digestivo que envolve órgãos, como boca, esôfago, estômago, intestino, pâncreas.

Quando procurar um médico endogastro?

Como o médico endogastro cuida de todo o nosso sistema digestivo, é ideal procurar um endogastro quando há sintomas no sistema digestivo como um todo. Os sintomas mais comuns que levam as pessoas a esses especialista são: enjoos, vômitos, diarreia, prisão de ventre, alergias alimentares, dores abdominais, gases, distensão ou desconforto abdominal, azia e/ou queimação no estômago.

Um outro caminho é quando há a indicação de um outro especialista para que você procure um endogastro.

Como atua um endogastro?

Um médico endogastro não só atua no diagnóstico e tratamento das doenças do sistema digestivo – apesar de ser o mais comum. Ele também trabalha com toda a parte de prevenção e promoção da saúde.

Portanto, na consulta com um endogastro, é comum o endogastro indicar dietas adequadas para pessoas com transtornos no sistema digestivo, hábitos que visam melhorar a saúde gastrointestinal.

Quais as doenças que um especialista endogastro trata?

O endogastro trabalha na prevenção, diagnóstico e tratamento de doenças do sistema digestivo, portanto, são muitas as doenças tratadas por ele. Entre as mais comuns e conhecidas, estão:

Doença do refluxo gastroesofágico

Acontece quando o conteúdo ácido do estômago ou a bile voltam pelo esôfago causando dores e irritação na mucosa. Também pode causar queimação na área do peito que piora depois de se alimentar ou ao se deitar. 

Gastrite

Trata-se de uma inflamação nas paredes do estômago que pode ser causada por diversos fatores como: uso de medicamentos, maus hábitos alimentares ou questões emocionais. Causa dores intensas na parte superior do abdômen. 

Úlcera gástrica

São feridas que podem se desenvolver nas mucosas do esôfago, estômago ou intestino delgado e pode causar dores intensas, azia ou indigestão e ainda queimação. Entre as principais causas estão também a má alimentação, uso de medicamentos, questões emocionais, como o estresse e a infecção pela bactéria H. pylori.

Pedra/cálculo na vesícula

As pedras/cálculos na vesícula se formam pelo acúmulo de fluidos digestivos, principalmente cálcio. A principal causa é a má alimentação, mas também há fatores genéticos. O sintoma mais comum é uma dor intensa na parte superior direita do abdômen. 

Hepatite

Trata-se de uma inflamação no fígado e grande parte das doenças são causadas por vírus. Entretanto, também pode-se desenvolver hepatite pelo consumo excessivo de bebidas alcoólicas e/ou alguns medicamentos. Os sintomas variam de acordo com a causa da doença, mas é comum se ter uma cor amarelada na pele e na parte branca dos olhos.

Cirrose

Já a cirrose acontece quando, esses processos inflamatórios no fígado, são recorrentes e persistentes que, ao longo do tempo, impedem a regeneração das células do órgãos. Os sintomas variam de acordo com o estágio da doença. 

Pancreatite

Trata-se da inflamação do pâncreas. Os sintomas podem incluir dor na parte superior do abdômen até mesmo náuseas e vômitos. A principal causa da doença é o consumo excessivo de álcool, mas pode ter outros fatores desencadeantes. 

Síndrome do intestino irritável

A síndrome do intestino irritável trata-se de um distúrbio intestinal que causa dores abdominais, inchaço, diarreia e constipação. São muitos os fatores que podem desencadear a doença e precisam ser investigados pelo endogastro. 

Quais exames um endogastro costuma pedir? 

Além da consulta, preenchimento da ficha do paciente, conhecimento do seu histórico familiar, hábitos alimentares e estilo de vida, o endogastro também pode pedir exames complementares para definir o diagnóstico ou acompanhar a evolução da doença. Os mais comuns são endoscopia, colonoscopia, ultrassonografia e tomografia.

Como é o tratamento com um endogastro?

Os tratamentos vão depender da doença e suas causas, mas podem ser clínicos e, em alguns casos, cirúrgicos. 

Onde encontrar o seu médico endogastro:

Endogastro em Alagoas, clique aqui!

Endogastro no Amazonas, clique aqui!

Endogastro na Bahia, clique aqui!

Endogastro em Goiás, clique aqui!

Endogastro no Maranhão, clique aqui!

Endogastro no Mato Grosso, clique aqui!

Endogastro em Mato Grosso do Sul, clique aqui!

Endogastro em Pernambuco, clique aqui!

Endogastro no Piauí, clique aqui!

Endogastro no Rio Grande do Norte, clique aqui!

Endogastro em Santa Catarina, clique aqui!

Endogastro em Sergipe, clique aqui!

Médico vascular: você sabe o que faz essa especialidade?

Um médico vascular é o responsável por cuidar de todo nosso sistema circulatório, ou seja, ele auxilia na prevenção, diagnóstico e tratamento de problemas arteriais, venosos e linfáticos. 

O que faz um médico vascular?

É comum ouvirmos que, o médico vascular é aquele que faz cirurgia de varizes, mas a verdade é que sua atuação vai muito além disso. Ele vai cuidar do sistema circulatório como um todo e, apesar de ser mais comum os sintomas das doenças vasculares serem nos membros inferiores, eles podem indicar doenças em todo o corpo, como no abdômen e nas mãos. 

Quando devo procurar um médico vascular?

Devemos procurar um médico vascular sempre que houver sintomas no sistema circulatório. Os mais comuns são dor e inchaço nos membros tanto inferiores quanto superiores, alterações na temperatura corporal, formigamento e dificuldade para caminhar, por exemplo. 

Além disso, este especialista também pode e deve ser procurado preventivamente quando há histórico familiar de problemas vasculares, porque assim, é possível evitar que os problemas apareçam.

Há ainda a opção do médico vascular ser indicado por outras especialidades médicas. 

Qual a diferença entre angiologista e vascular?

Tanto o médico angiologista quanto o médico vascular são responsáveis por avaliar, diagnosticar e tratar as doenças relacionadas ao sistema circulatório. 

Entretanto, se o tratamento for cirúrgico, somente o cirurgião vascular é habilitado para realizar o tratamento. Mesmo assim, ele também pode realizar o tratamento clínico. 

O que são doenças vasculares?

As doenças vasculares englobam qualquer problema que afete os vasos sanguíneos, ou seja, a circulação no corpo como um todo. 

O que são doenças vasculares?

Entre as doenças mais comuns tratadas por esse especialista, estão: 

Insuficiência venosa crônica (varizes)

É a doença vascular mais comum e acontece quando as veias do corpo não conseguem bombear o sangue de volta ao coração fazendo com que eles se dilatem com o acúmulo de sangue. Os fatores de risco são, principalmente, causas genéticas, obesidade e sedentarismo. 

Pé diabético

São uma série de problemas e infecções que aparecem nos pés de pessoas com diabetes não controlada. Geralmente há o surgimento de feridas que não cicatrizam.

Trombose Venosa Profunda

É uma doença potencialmente grave causada pela formação de coágulos em veias profundas, geralmente nas panturrilhas. O grande problema é que esses trombos podem se deslocar e se alojar nos pulmões.

Doença Carotídea

Caracteriza-se quando há um estreitamento ou obstrução do fluxo sanguíneo nas artérias carótidas que ficam na região do pescoço e levam sangue ao cérebro. Sua principal causa é o acúmulo de placas ricas em gordura na parede dos vasos, chamada de aterosclerose.

Úlcera varicosa ou venosa

Trata-se da evolução das varizes, quando a dificuldade circulatória provoca o aparecimento de feridas.

Como é a consulta com médico vascular?

A consulta com cirurgião vascular sempre é individualizada e varia conforme os sintomas do paciente. No entanto, existem alguns pontos que são frequentes em todas elas. No início da consulta o cirurgião vascular sempre ouvirá o paciente com muita atenção, assimilando todas as informações que ele traz.

Quais exames que o médico vascular pode pedir?

Além da consulta e exame clínico, é comum o médico vascular solicitar exames para que o diagnóstico seja o mais efetivo possível, tais como: a angiografia e a angiotomografia.

Encontre um médico angiologista e cirurgião vascular no seu estado:

Angiologista e cirurgião vascular em Alagoas, clique aqui!

Angiologista e cirurgião vascular no Amazonas, clique aqui!

Angiologista e cirurgião vascular na Bahia, clique aqui!

Angiologista e cirurgião vascular em Goiás, clique aqui!

Angiologista e cirurgião vascular no Maranhão, clique aqui!

Angiologista e cirurgião vascular em Mato Grosso, clique aqui!

Angiologista e cirurgião vascular no Mato Grosso do Sul, clique aqui!

Angiologista e cirurgião vascular em Pernambuco, clique aqui!

Angiologista e cirurgião vascular no Piauí, clique aqui!

Angiologista e cirurgião vascular no Rio Grande do Norte, clique aqui!

Angiologista e cirurgião vascular em Santa Catarina, clique aqui!

Angiologista e cirurgião vascular em Sergipe, clique aqui!